Última hora

Última hora

Junta militar da Tailândia leal ao príncipe herdeiro

A junta militar da Tailândia expressou lealdade ao príncipe herdeiro, uma forma de acabar com a incerteza sobre a sucessão ao trono.

Em leitura:

Junta militar da Tailândia leal ao príncipe herdeiro

Tamanho do texto Aa Aa

A junta militar da Tailândia expressou lealdade ao príncipe herdeiro, uma forma de acabar com a incerteza sobre a sucessão ao trono.

Uma informação avançada pelo primeiro-ministro e chefe da junta aos meios de comunicação tailandeses, poucas horas depois de uma audiência com Maha Vajiralongkorn, na qual esteve presente o regente.

Segundo o chefe do executivo, o príncipe reiterou, na audiência realizada no palácio Dusit, em Banguecoque, o desejo de atrasar a sua proclamação como novo rei enquanto durar o período de luto pela morte do pai, ou seja, um ano.

A morte de Bhumibol Adulyadej abre uma série de interrogações sobre o futuro da Tailândia. O filho mais velho do falecido rei tailandês viveu grande parte da sua vida no estrangeiro, longe das questões do país que deve governar e, muito devido aos escândalos em que se viu envolvido e à sua forma de estar, não goza da popularidade do pai.