Última hora

Última hora

Reino Unido: Inflação acelera e atinge 1% em setembro

Forte aceleração da inflação no Reino Unido em setembro.

Em leitura:

Reino Unido: Inflação acelera e atinge 1% em setembro

Tamanho do texto Aa Aa

Forte aceleração da inflação no Reino Unido em setembro. Segundo o gabinete britânico de estatísticas (ONS), a subida dos preços atingiu 1% em termos anuais. Trata-se do valor mais alto e da maior subida mensal desde novembro de 2014.

O aumento da inflação deve-se à subida dos preços do vestuário, dos custos dos restaurantes, das estadias de hotel e a uma estabilização dos preços dos combustíveis.

Os economistas esperavam uma taxa de 0,9% em setembro, face ao valor do mês precedente.

Em final de 20015, a inflação situava-se próxima do zero. Entre janeiro e maio manteve-se, mais ou menos, estável nos 0,3%. Desde a vitória do Brexit, em final de junho, a inflação acelerou. Em agosto estava nos 0,6%.

Pode ver aqui a flutuação anual da inflação britânica desde 1989.

No entanto, o gabinete de estatísticas recusa fazer uma “ligação direta” entre a subida da inflação e a desvalorização da libra.

Desde junho, a divisa britânica perdeu 20% do valor face ao dólar e 16% em relação ao euro.

Com a queda da libra, os analistas antecipam uma forte subida dos preços nos próximos meses, sobretudo, dos bens importados.

O Banco de Inglaterra, através do governador Mark Carney, diz estar pronto a aceitar uma inflação superior à meta de 2%, por algum tempo, para impulsionar o crescimento e o emprego. Mas crescem as expectativas de que o banco central britânico vai baixar, novamente, as taxas de juro.