Última hora

Última hora

Síria: Bombardeamentos foram interrompidos na cidade de Alepo

Os aviões de combate da Rússia e da Síria interromperam os bombardeamentos contra a cidade de Alepo às 7h00 desta terça-feira.

Em leitura:

Síria: Bombardeamentos foram interrompidos na cidade de Alepo

Tamanho do texto Aa Aa

Os aviões de combate da Rússia e da Síria interromperam os bombardeamentos contra a cidade de Alepo às 7h00 desta terça-feira. A trégua, que deve durar 8 horas, serve para fazer chegar ajuda humanitária e para que os civis possam ser retirados da cidade.

A informação foi confirmada esta manhã pelo ministro russo da Defesa, Sergei Shoigu, durante uma reunião entre responsáveis militares. “Estamos a pedir aos líderes dos países que têm alguma influência sobre os grupos armados da parte este de Alepo, que convençam os comandantes desses grupos a parar as ações militares e a sair da cidade”, explicou Sergei Shoigu. Uma mensagem clara para os Estados Unidos e à Arábia Saudita.

Esta trégua foi marcada para dia 20, quinta-feira, mas Moscovo e Damasco anteciparam o cessar-fogo. Numa visita ao Paraguai, o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergei Lavrov, lembrou que “é um gesto de boa vontade, com a esperança de que esta pausa agora anunciada seja usada para separar os grupos apoiados, equipados e armados pelos Estados Unidos, alguns países europeus e países da região, de grupos como a Frente al Nusra”.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos garante que, muito poucas horas antes da entrada em vigor da trégua, aviões russos realizaram fortes ataques em Alepo, ataques esses que depois pararam. As Nações Unidas, apesar de pediram um cessar-fogo humanitário de 48 horas, saudaram a iniciativa russa.