Última hora

Em leitura:

"Chouf": como deixar "a vida" no bairro do norte em Marselha?


cinema

"Chouf": como deixar "a vida" no bairro do norte em Marselha?

Em parceria com

Será possível deixar para trás uma vida difícil, num bairro periférico, deixar “o bairro do norte” como se diz em Marselha? É a questão colocada pelo realizador francês Karim Dridi no filme “Chouf”.

“Chouf” significa “olhar” em arábe. É o que fazem os pequenos vendedores de droga que aos dez anos de idade já ganham mais do que os pais.

A personagem principal, Sofiane, teve sorte na vida. Está na faculdade em Lyon e regressa de férias a Marselha, onde vive o irmão, vendedor de droga. Mas, num meio social onde a palavra não tem valor, o irmão é assassinado. Sofiane já não regressa à faculdade.

O realizador mostra-nos o coração dos bairros pobres de Marselha, onde, como se diz, as leis não contam. Fá-lo de uma forma tão credível que o próprio espetador se sente inseguro. Karim Dridi evita os clichés e uma visão maniqueísta de Marselha.

Além disso, vê-se que o realizador francês gosta das suas personagens, mesmo das menos recomendáveis. O elenco integra atores não profissionais, o que dá um grande realismo ao filme. O final é amargo como seria de esperar.

Artigo seguinte

cinema

"Nebel im august": a história do programa de eutanásia nazi para eliminar doentes mentais e pessoas "inúteis"