Última hora

Em leitura:

Hungria pondera medidas para aumentar salários


economia

Hungria pondera medidas para aumentar salários

O governo de Viktor Orbán pondera implementar na Hungria um programa com duração de dois a três anos de redução do imposto sobre os salários, com incentivos para os empregadores aumentarem as remunerações e dar maior poder de consumo aos trabalhadores húngaros. O plano foi anunciado pelo ministro da Economia Mihaly Varga.

Quarta maior do setor laboral entre os 34 membros da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), a taxa fiscal na Hungria para um trabalhador individual era no ano passado de 49 por cento, a suportar entre trabalhador e empregador — bem acima da média de 36 por cento da OCDE.

Resistente a aceitar mais refugiados no país, ao abrigo do plano da União Europeia, a Hungria fechou agosto com a taxa de desemprego abaixo dos cinco por cento ao mesmo tempo que atravessa uma crise de mão-de-obra.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

economia

Crise dos refugiados dá "pequeno empurrão" à economia grega