Última hora

Em leitura:

França prepara o fim da Selva da Calais


França

França prepara o fim da Selva da Calais

A menos de 48 horas do começo do desmantelamento da “Selva de Calais”, que arranca, segundo fontes oficiais, às 8 horas da manhã de segunda-feira, 7h em Lisboa, levantam-se questões sobre a falta de informação sobre o processo de transferência dos migrantes para os centros de receção.

São as pessoas que trabalham neste campo que estão a tentar preparar os milhares de pessoas que aqui estão para o que vai acontecer:

“Estamos a falar com eles e a dar-lhes o máximo de informação possível. Queremos garantir que quando chegar segunda-feira em vez de choque, fúria e medo, as pessoas sejam pragmáticas, saibam o que vai acontecer, que não há nada a fazer para evitá-lo, que estejam prontas e digam: “ok, sabíamos que isto ia acontecer. Está na altura de partir”, explica Claire Mosley, fundadora da ONG ‘Care 4 Calais’.

Partir para um dos centros de receção espalhados por França. O sonho de chegar ao Reino Unido não está ao alcance da maioria, 54 meninas conseguiram-no, este sábado. Para os que ficam o medo, a apreensão, são impossíveis de evitar, também por falta de informação:

“Este é o único campo em França. Em Paris as pessoas ficam nas ruas. Este é o único campo. Segunda-feira vão queimá-lo”, diz um jovem migrante.

Mais de um milhar de polícias vai acompanhar as operações e quem não quiser partir pode ser detido. Espera-se uma segunda-feira complicada, ainda mais complicada do que o normal, no dia que marca o princípio do fim da “Selva de Calais”.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Milhares de italianos dizem "não" a Renzi