Última hora

Em leitura:

A vida não está fácil para José Mourinho em Manchester


the corner

A vida não está fácil para José Mourinho em Manchester

A crise continua em Old Trafford e nem a chegada de José Mourinho inverteu a tendência, o técnico português apresenta mesmo números piores que os seus antecessores, Louis van Gaal e David Moyes. O Manchester United foi humilhado pelo Chelsea e soma apenas uma vitória nos últimos seis encontros da Premier League, uma prestação que fez o clube cair para a sétima posição, já a seis pontos da liderança.

Ao invés, o Chelsea tem vindo a subir de rendimento e a goleada só surpreende quem não assistiu ao encontro. Diego Costa desta vez ficou em branco mas tem sido um dos jogadores em destaque no início de temporada e lidera a lista de melhores marcadores com sete golos apontados.

Os primeiros meses de Antonio Conte no Chelsea não foram fáceis mas o italiano deu a volta por cima. O sistema de três defesas começa a dar resultados e a goleada ao United deixou a equipa a apenas um ponto da liderança na Premier League.

Já José Mourinho parece ter perdido o seu toque de Midas. O técnico português sofreu uma das piores derrotas da carreira e a sua equipa nunca se mostrou capaz de discutir o resultado. no final, ainda criticou Conte por ter puxado pelos adeptos com o marcador em 4-0.

No entanto, pior que Mourinho esteve a defesa do Manchester United, que podia ter feito bem melhor em qualquer um dos quatro golos dos londrinos. O autocarro do técnico português deixou as portas abertas.

Mourinho e Conte na primeira pessoa

José Mourinho estava longe de ser um homem feliz após o apito final, ainda assim optou por não criticar publicamente os seus jogadores e confessou até estar satisfeitos com alguns aspetos do jogo:

“Quando falamos da nossa prestação, temos de a avaliar globalmente. E em termos globais, se pudéssemos apagar os erros defensivos, o balanço era positivo. Os erros defensivos foram importantes, cometemos alguns erros incríveis. E digo incríveis com maiúscula. Cometemos um erro defensivo incrível logo no primeiro minuto e que comprometeu o jogo todo.”

Já Antonio Conte, como não podia deixar de ser, estava radiante com o resultado:

“Ganhámos os três pontos mas o mais importante foi termos derrotado uma equipa forte. Normalmente depois de uma vitória destas os níveis de confiança aumentam, acreditamos mais no nosso trabalho. Foi o mais importante. Conquistámos três pontos e estamos agora numa boa posição na tabela.”

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

the corner

Atlético de Madrid celebra 50 anos do Vicente Calderón com goleada