Última hora

Em leitura:

Liga Portuguesa J8: Benfica e Porto passeiam, Tondela volta a tramar Sporting


mundo

Liga Portuguesa J8: Benfica e Porto passeiam, Tondela volta a tramar Sporting

  • Sporting continua em busca da primeira vitória frente ao Tondela
  • Rui Vitória bate recorde de Jimmy Hagan com 16 vitórias seguidas fora de portas
  • Arouca não vence desde agosto e é último classificado

A ressaca europeia é um fenómeno que afeta vários clubes por todo o Velho Continente na jornada que se segue aos desafios da Liga dos Campeões / Liga Europa. Como qualquer ressaca, afeta uns mais que outros e ninguém parece sofrer tanto como o Sporting. A equipa leonina tem de se dar por satisfeita por ter empatado com o Tondela e perdeu pontos pela terceira vez esta temporada… todas após jogos europeus.

Jorge Jesus continua à procura da fórmula ideal para o meio campo. A saída de João Mário deixou a equipa órfã de um cérebro mas o coração de Adrien Silva tinha vindo a disfarçar. Com a ausência do capitão por lesão, tivemos um Sporting sem ideias e sem alma. Aproveitou o Tondela, que foi a Alvalade para tentar conquistar um ponto e quase regressava a casa com três.


Jhon Murillo colocou os visitantes em vantagem a concluir uma excelente jogada de contra ataque, Joel Campbell evitou males maiores para os leões no último minuto dos descontos. O golo foi efusivamente festejado mas o resultado esteve muito longe de ser positivo. Foi ainda assim melhor que a exibição.

Benfica e Porto não sentiram grandes dificuldades para conquistar os três pontos. Os tricampeões nacionais foram ao Restelo vencer por 2-0, Rui Vitória apostou no mesmo onze que tinha vencido em Kiev e voltou a dar-se bem. A equipa não deu mostras de cansaço, antes pelo contrário, e o resultado poderia muito bem ter sido mais dilatado. Mitroglou e Grimaldo foram os marcadores de serviço.

No Estádio do Dragão, a dupla Diogo Jota / André Silva voltou a fazer estragos frente ao Arouca. O ponta de lança bisou com duas assistências do atacante emprestado pelo Atlético de Madrid. Brahimi, contestado pelos adeptos devido ao excesso de individualismo, fechou a contagem com um forte candidato a golo da jornada… após uma excelente iniciativa individual.

Sem deslumbrar, o Sporting de Braga continua a morder os calcanhares aos “grandes” e já alcançou mesmo o Sporting na tabela. Pedro Santos, uma vez mais, foi o homem do jogo e apontou o tento solitário na vitória frente ao Desportivo de Chaves. Para os flavienses, que em caso de triunfo tinham subido à quarta posição, tratou-se da primeira derrota fora de portas.

O Vitória de Guimarães deu sequência ao bom momento e impôs-se por 2-0 no terreno do Estoril, com golos de Tiquinho e Raphael. Marega ficou em branco depois de cinco jogos sempre a faturar mas mantém-se na liderança dos melhores marcadores, agora com a companhia de André Silva.

Além do lanterna-vermelha Arouca, há mais duas equipas em crise de resultados e que não festejam uma vitória desde agosto. O Vitória de Setúbal, que empatou a uma bola no Estádio Marcolino de Castro frente ao Feirense, e o Moreirense, que alcançou o mesmo resultado na receção ao Rio Ave. Pedro Rebocho teve a vitória nos pés mas desperdiçou uma grande penalidade já nos descontos.

No Boavista, o novo treinador Miguel Leal estreou-se na Liga Portuguesa com um empate a uma bola frente ao Marítimo nos Barreiros. Na Mata Real, Paços de Ferreira e Nacional também dividiram os pontos, também com um empate a uma bola.

Pode consultar aqui a classificação da Liga Portuguesa

Destaque da semana

André Silva

Aos 20 anos de idade, André Silva está longe de ser um jogador feito mas caminha a passos largos para se tornar no ponta de lança que há muito faltava ao futebol português. Frente ao Arouca juntou mais dois golos à sua conta pessoal e se somarmos jogos no Porto e na seleção, leva oito golos marcados nos últimos cinco jogos.

mundo

Rurik Jutting, o monstro de Hong Kong