Última hora

Em leitura:

Demolição da "Selva de Calais" arranca esta terça-feira


França

Demolição da "Selva de Calais" arranca esta terça-feira

A demolição da chamada “Selva de Calais” arranca esta terça-feira. Uma boa parte de quem aqui habitava, alguns há vários anos, foi já levada para centros de acolhimento.

Com a certeza de que não há nada a fazer, e de que o Reino Unido só se comprometeu a receber metade das crianças desacompanhadas que aqui viviam, e já recebeu parte delas, muitos atropelam-se para, pelo menos, tentar uma nova vida em França.

Até agora não houve problemas de maior, alguma tensão apenas, natural numa situação como esta, mas para a maioria o importante agora é deixar o passado e pensar no futuro:

“Vou ficar aqui em França, e pedir asilo, porque não consegui ir para o Reino Unido. Tive muitos problemas no meu país, por causa dos talibãs, muitos problemas, por isso abandonei o meu país. É difícil para mim, mas vou sobreviver”, desabafa Hassan Ali Youssafzai, um paquistanês.

Sobreviver é o que quem aqui viveu tem feito. Agora, uns dizem que querem ir para uma grande cidade, como Paris, onde acreditam terão maiores oportunidades. Outros têm ainda dificuldade em assimilar que o sonho britânico acabou. Resta saber quantas destas pessoas conseguirão, de facto, asilo em França.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Daesh reivindica carnificina no Paquistão