Última hora

Em leitura:

Iémen: Cólera e desnutrição agravam tragédia humana


Iémen

Iémen: Cólera e desnutrição agravam tragédia humana

ALL VIEWS

Clique para descobrir

A tragédia humana no Iémen agudiza-se.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), além da guerra civil que dilacera o país desde 2015, a falência do sistema de saúde e o surto de cólera, detetado há três semanas, condenam à morte milhares de iemenitas.

“Segundo os últimos dados, que recebi esta sexta-feira, o número de casos está a aumentar. No dia 27 de outubro, existiam 1410 casos suspeitos de cólera em 10 das 23 províncias do Iémen”, informou o porta-voz da OMS, Tarik Jasarevic.

No meio da tragédia, são as crianças as mais afetadas. Segundo a UNICEF cerca de um milhão e meio de crianças iemenitas sofrem de desnutrição. Milhares já pereceram.

O porta-voz da UNICEF, Christophe Boulierac, informou que “podem ter ocorrido cerca de 10.000 mortes de crianças, com menos de cinco anos, devido ao declínio dos cuidados de saúde, deste sistema de saúde em ruínas. Seiscentos estabelecimentos de saúde pararam de funcionar e um quinto de todos os centros de vacinação permanecem fechados.”

A agência das Nações Unidas informou que necessita de mais de 230 milhões de euros para fornecer ajuda alimentar ao Iémen, até março de 2017.

O conflito opõe os rebeldes “hutis” às forças leais ao presidente Abdu Mansour Hadi, obrigado a exilar-se em Riade, na Arábia Saudita.

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Venezuela: Greve geral contra Maduro antes de marcha sobre o palácio presidencial em Caracas