Última hora

Última hora

O que implicam as eleições americanas para a Europa?

O desfecho das eleições americanas pode implicar mudanças drásticas para a Europa. O Insiders debate o que está em jogo.

Em leitura:

O que implicam as eleições americanas para a Europa?

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos preparam-se para escolher o seu 45° presidente. E, o mínimo que se pode dizer, é que a campanha eleitoral foi das mais turbulentas de que há memória. Ambos os candidatos se concentraram sobretudo em questões internas e na luta global contra o terrorismo. Mas o Insiders aborda outra perspetiva: o que é que este escrutínio implica para a Europa?

Donald Trump questiona a pertinência da NATO nos dias que correm; Hillary Clinton opta por um discurso ainda centrado na cooperação com os aliados europeus. A jornalista Valerie Zabriskie foi até à Alemanha, um país que mantém laços muito particulares com o outro lado do Atlântico: Trump inflamou o debate: A NATO ainda faz sentido?.

O candidato republicano à Casa Branca pretende políticas mais protecionistas. Clinton inclina-se para o livre comércio, mas já deixou entender que pode deixar cair completamente o TTIP, o acordo transatlântico de parceria comercial entre os Estados Unidos e a União Europeia. Mas há quem considere que não passa de um piscar de olhos da candidata democrata ao eleitorado mais à esquerda. O que é que o TTIP representa para os europeus? Hans von der Brelie foi até Espanha falar dos prós e contras na reportagem intitulada O TTIP vai acordar do coma?.

Finalmente, o Insiders falou com o professor universitário Mario Del Pero, especialista nas relações transatlânticas. Não perca a entrevista feita por Sophie Claudet: “NATO: ‘Trump colocou em palavras aquilo que muita gente pensa’”.