Última hora

Em leitura:

Reino Unido: Uber perde processo contra motoristas


empresas

Reino Unido: Uber perde processo contra motoristas

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Vitória dos motoristas da Uber no Reino Unido. A empresa vai ter de lhes conceder o estatuto de trabalhador.

Um tribunal de Londres condenou a empresa norte-americana de serviços de transporte por não respeitar o código do trabalho. Em causa estava a queixa de dois motoristas que exigiam o subsídio de férias, o direito a baixas médicas e um salário mínimo, como estipulado pela lei.

O sindicato GMB, que apoiou a queixa, fala de uma ‘enorme vitória’ com impacto positivo para os 30 mil motoristas britânicos ao serviço da Uber. Já um dos advogados dos queixosos defende que a decisão “vai ter impacto para todos os trabalhadores da “gig economy”, ou seja, da chamada economia da flexibilidade.

Mas a Uber vai recorrer do veredicto, porque estima que os motoristas são profissionais por conta própria e não seus funcionários.

A empresa enfrenta processos semelhantes noutros países, como França. Já nos Estados Unidos, a Uber aceitou pagar 100 milhões de dólares para pôr fim a queixas coletivas, na Califórnia e no Massachusetts, relativas ao estatuto dos motoristas.

A Uber é um serviço de chamada de veículos com motorista por “smartphone”, presente em cerca de 60 países, incluindo Portugal. O valor bolsista supera os 62 mil milhões de dólares.

O modelo económico da empresa norte-americana é contestado também pelos taxistas, que evocam uma concorrência desleal.

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

empresas

Galaxy Note7 provoca quebra de 30 por cento nos lucros da Samsung