Última hora

Em leitura:

EUA: Obama em campanha e os gastos de Trump


mundo

EUA: Obama em campanha e os gastos de Trump

Com Stefan Grobe, correspondente da Euronews em Washington DC

Segundo o correspondente da Euronews nos Estados Unidos, a Casa Branca começa agora preocupar-se com as eleições presidenciais de novembro e com os possíveis resultados.

A menos de duas semanas das eleições, a presença do presidente Obama faz-se notar de forma cada vez mais regular nos meios de comunicação social e nos grandes eventos do Partido Democrata.

Barack Obama marcou presença num evento na Florida, na passada sexta-feira. Poderemos esperar vê-lo muitas mais vezes durante os próximos 10 dias. De forma constante.

Ao longo da História das eleições presidenciais dos Estados Unidos, nenhum detentor do cargo presidencial se implicou de forma tão contundente para benefício do seu sucessor como Obama.

Se o atual presidente não está na corrida à Casa Branca, a sua herança está em jogo. Uma herança que Donald Trump jurou destruir em tempo recorde.

O candidato Republicano, que tem vindo a perder terreno principais sondagens para a rival Democrata, Hillary Clinton, mostra-se agora mais confiante, depois de conhecidos os mais recentes resultados de alguns dos estados fundamentais para as eleições e onde as intenções de voto permanecem muito próximas para os dois principais candidatos.

Mas Trump joga com desvantagem no plano financeiro à medida que nos aproximamos do fim da corrida.

Dados oficiais relativos aos gastos dos partidos com a campanha indicam que Donald Trump poderá vir a ser o primeiro multimilionário cuja campanha fica sem dinheiro no dia das eleições.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Islândia: Piratas e conservadores em legislativas anticipadas