Última hora

Em leitura:

Argentina: Cristina Kirchner diz estar a ser alvo de "perseguição política"


Argentina

Argentina: Cristina Kirchner diz estar a ser alvo de "perseguição política"

A antiga presidente da Argentina diz estar a ser vítima de “perseguição política”.

Cristina Kirchner prestou, esta segunda-feira, declarações em tribunal. A justiça pretende apurar se o seu Governo (2005-2015) favoreceu algumas empresas na concessão de obras públicas.

Kirchner diz-se perseguida e pediu uma auditoria às obras em causa.

O atual chefe de Estado afirma que na Argentina se respeita a democracia.

“A justiça deve agir de forma independente
e nós não nos envolvemos. Nós acreditamos que a Argentina que todos queremos é essa. Uma Argentina onde a democracia é, seriamente, respeitada, onde há separação de poderes. Todos os argentinos, querem que não haja mais impunidade, que se saiba o que se passou em relação a todas as denúncias que há”, afirma o presidente Maurício Macri.

Cristina Kirchner é a primeira de uma lista de 17 pessoas convocadas pelo juiz federal Julián Ercolini, para prestar depoimento.

No centro deste caso de corrupção estarão eventuais favorecimentos do Executivo da antiga presidente ao empresário Lázaro Báez, detido sob a acusação de enriquecimento ilícito.

Em Buenos Aires, milhares de pessoas saíram às ruas em apoio a Cristina Kirchner.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

França

França:Tensão entre polícia e migrantes nas ruas de Paris