Última hora

Em leitura:

Exército iraquiano às portas da periferia leste de Mossul


Iraque

Exército iraquiano às portas da periferia leste de Mossul

O exército iraquiano afirma estar às portas de Mossul, duas semanas depois de ter iniciado uma ofensiva para conquistar o último bastião do grupo Estado Islâmico no país.

Os militares afirmam ter começado a cercar as povoações de Gogjali e Bazwaya, na periferia leste e a cerca de 7km do centro da cidade.

O primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, visitou esta segunda-feira a zona de al-Shura, a sul de Mossul, retomada aos islamitas no fim de semana:
“Vamos apertar o cerco ao grupo Estado Islâmico em todas as frentes e vamos cortar a cabeça à serpente. Eles vão ficar cercados sem saída possível e vão ter apenas duas opções: render-se ou morrer”.

postimage

A nordeste de Mossul, as forças Peshmerga do curdistão iraquiano apertam igualmente o cerco à cidade de Bashiqa, onde o grupo islamita se encontra sitiado há vários dias.

Vários habitantes continuam a escapar aos combates, mais de uma centena esta segunda-feira, ajudados pelas tropas curdas.

A ofensiva em Mossul teria já provocado cerca de 10 mil refugiados, quando fontes dentro da cidade afirmam que os islamitas continuam a impedir milhares de abandonar a localidade.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Argentina: Cristina Kirchner diz estar a ser alvo de "perseguição política"