Última hora

Em leitura:

Marrocos: População clama por justiça por causa da morte de vendedor de peixe


Marrocos

Marrocos: População clama por justiça por causa da morte de vendedor de peixe

Os marroquinos reclamam por justiça, depois da morte trágica de Mouhcine Fikri, um vendedor de peixe esmagado por um camião do lixo, em Al-Hoceima, ter indignado o país, na sexta-feira.

O rei Mohammed VI já apresentou condolências à família e deu instruções para seja realizado um inquérito rigoroso ao incidente.

As manifestações de solidariedade e protesto proliferaram pelo país, nos últimos dias.

“Vim aqui para manifestar o meu apoio ao homem que foi assassinado mas, também, para expressar a minha solidariedade para com todo o povo de Marrocos. O que aconteceu com Mouhcine Fikri pode acontecer, e já acontece, com qualquer um, não apenas em Al-Hoceima, mas talvez mesmo em Rabat ou Casablanca. As autoridades estão a humilhar-nos e a deitar-nos abaixo”, diz uma manifestante.

Outra afirma que “cada vez que a polícia mata um de nós, entre os mais pobres, usa sempre a desculpa, tal como aconteceu com este homem, de que se fez algo de ilegal. As autoridades estão sempre a roubar os recursos marítimos marroquinos, de forma ilegal, e ninguém diz nada sobre isso. Eles não estão a enfrentar qualquer acusação.”

A morte de Mouhcine Fikri foi filmada por um telemóvel e as imagens difundidas na internet chocaram a população.

O vendedor de peixe de 31 anos morreu na sexta-feira, à noite, esmagado por um camião do lixo, em Al-Hoceima, quando tentava opor-se à apreensão e destruição da sua mercadoria por agentes da autoridade.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

A origem europeia do Halloween