Última hora

Última hora

Oposição paquistanesa renuncia ao bloqueio de Islamabad

A oposição paquistanesa renunciou ao bloqueio de Islamabad anunciado para quarta-feira, satisfeita com a decisão do Supremo Tribunal de abrir uma investigação sobre os bens detidos no estrangeiro pela

Em leitura:

Oposição paquistanesa renuncia ao bloqueio de Islamabad

Tamanho do texto Aa Aa

A oposição paquistanesa renunciou ao bloqueio de Islamabad anunciado para quarta-feira, satisfeita com a decisão do Supremo Tribunal de abrir uma investigação sobre os bens detidos no estrangeiro pela família do primeiro-ministro Nawaz Sharif através de holdings off-shore cuja existência foi revelada pelos “documentos do Panamá”.

O partido populista PTI (Pakistan Tehreek-e-Insaf, Movimento pela Justiça) tinha prometido paralisar a capital no dia 2 de novembro com um milhão de manifestantes para reclamar a demissão de Sharif. O PTI conseguiu em 2014 bloquear a capital durante quatro meses.

Em vez do bloqueio, o líder do PTI, Imran Khan, anunciou um comício festivo para exprimir a gratidão do partido pela decisão do Supremo Tribunal.

Nos últimos dias, militantes da oposição envolveram-se em conflitos com a polícia. Pelo menos um milhar de apoiantes do Movimento pela Justiça foram presos após a interdição de manifestações na capital anunciada na semana passada. A polícia recorreu na segunda-feira a gás lacrimogéneo e balas de borracha para dispersar cerca de cinco mil manifestantes na auto-estrada que liga Peshawar e Islamabad.