Última hora

Em leitura:

Bélgica aceita extraditar Mehdi Nemmouche para França


Bélgica

Bélgica aceita extraditar Mehdi Nemmouche para França

A Bélgica vai extraditar para França Mehdi Nemmouche que, alegadamente, participou no ataque mortal ao Museu Judaico de Bruxelas, em 2014.

De nacionalidade francesa, Nemmouche é suspeito de ser, também, um dos carcereiros dos quatro jornalistas gauleses, raptados na Síria, em 2013.

A decisão foi tomada por uma jurisdição instrutória de Bruxelas e visa “tornar exequível” o mandado de detenção europeu emitido por Paris.

De acordo com o porta-voz do Ministério Público federal belga, Nemmouche será expatriado para França assim que a justiça belga deixe de precisar dele, no âmbito do inquérito ao ataque, que fez quatro mortos.

Mehdi Nemmouche ter-se-á radicalizado na prisão e esteve na Síria.

Foi identificado como um dos seus carcereiros por quatro jornalistas franceses, entre os quais Nicolas Hénin, que estiveram dez meses sequestrados na Síria até serem libertados em abril de 2014.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Mediterrâneo: 239 migrantes morrem afogados em dois naufrágios