Última hora

Em leitura:

Comissário alemão pede desculpas por declarações polémicas sobre chineses e gays


A redação de Bruxelas

Comissário alemão pede desculpas por declarações polémicas sobre chineses e gays

O comissário europeu Günther Oettinger pediu desculpas pelas declarações que fez há uma semana com referências sarcásticas relativamente aos chineses e aos homossexuais.

“Posso ver agora que as palavras que utilizei criaram mal-estar e podem mesmo ter magoado alguns. Não era essa a minha intenção, e gostaria de me desculpar por qualquer comentário que não tenha sido respeitoso”, afirma o comissário alemão, responsável pela pasta da Economia Digital, num comunicado da Comissão.

No início da conferência de imprensa diária de hoje da Comissão, o porta-voz Margaritis Schinas adiantou que, a propósito deste caso, “o presidente Juncker falou ontem (quarta-feira) com o comissário Oettinger, o comunicado foi divulgado e ambos vão voltar falar sobre o assunto esta sexta-feira”.

As declarações de Oettinger foram feitas num encontro com empresários alemães, em Hamburgo: o comissário usou um termo pejorativo para se referir aos chineses e ironizou sobre os casamentos homossexuais.

As declarações foram gravadas por um dos participantes na reunião e divulgadas na internet.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte

A redação de Bruxelas

Acordo comercial alimenta interesse europeu nas eleições nos EUA