Última hora

Em leitura:

Síria: "Trégua" unilateral russa sem resultados


Síria

Síria: "Trégua" unilateral russa sem resultados

A Organização das Nações Unidas afirma que não pôde prestar ajuda à população de Alepo, na Síria, durante a nova “trégua humanitária” unilateral, de dez horas, da Rússia, por não estarem reunidas as condições de segurança necessárias.

Com este cessar-fogo, que vigorou entre as 9 e as 19 horas locais, Moscovo pretendia facilitar a retirada de civis, de modo a evitar vítimas.

Foram poucos os que saíram.

A zona oriental de Alepo está sob controlo dos opositores ao regime do presidente Bashar al-Assad. As forças governamentais lançaram um ataque para recuperar aquela zona da cidade onde se estima que residam entre 250 mil e 275 mil pessoas e 8 mil rebeldes.

A oposição Síria afirma que a “trégua” da Rússia serviu apenas para “enganar” a comunidade internacional.

A NATO (Organização do Tratado do Atlântico Norte) teme que Moscovo utilize a frota de guerra, que se dirige para a Síria, para combater os rebeldes do leste de Alepo.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Forças iraquianas avançam em Mossul