This content is not available in your region

Síria: "Trégua" unilateral russa sem resultados

Access to the comments Comentários
De  Miguel Roque Dias  com REUTERS
Síria: "Trégua" unilateral russa sem resultados

<p>A Organização das Nações Unidas afirma que não pôde prestar ajuda à população de Alepo, na Síria, durante a nova “trégua humanitária” unilateral, de dez horas, da Rússia, por não estarem reunidas as condições de segurança necessárias.</p> <p>Com este cessar-fogo, que vigorou entre as 9 e as 19 horas locais, Moscovo pretendia facilitar a retirada de civis, de modo a evitar vítimas.</p> <p>Foram poucos os que saíram.</p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="en" dir="ltr">Aleppo evacuations to fall flat, rebels prevent any exit: Syria official <a href="https://t.co/XOBbT2sWeC">https://t.co/XOBbT2sWeC</a></p>— Reuters Top News (@Reuters) <a href="https://twitter.com/Reuters/status/794544454833152001">November 4, 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>A zona oriental de Alepo está sob controlo dos opositores ao regime do presidente Bashar al-Assad. As forças governamentais lançaram um ataque para recuperar aquela zona da cidade onde se estima que residam entre 250 mil e 275 mil pessoas e 8 mil rebeldes.</p> <p>A oposição Síria afirma que a “trégua” da Rússia serviu apenas para “enganar” a comunidade internacional.</p> <p>A <span class="caps">NATO</span> (Organização do Tratado do Atlântico Norte) teme que Moscovo utilize a frota de guerra, que se dirige para a Síria, para combater os rebeldes do leste de Alepo.</p>