Última hora

Última hora

Bandeira do Daesh derrubada às portas de Mossul

No caminho para a recaptura de Mossul ao grupo Estado Islâmico, os Peshmerga e as forças iraquianas conquistam pontos importantes.

Em leitura:

Bandeira do Daesh derrubada às portas de Mossul

Tamanho do texto Aa Aa

No Iraque, a ofensiva dos Peshmerga para a recaptura de Mossul às mãos do grupo Estado islâmico está a ter um novo episódio, com o ataque a Bashiqa. Esta aldeia é um ponto estratégico na estrada para a cidade mais importante no Iraque ainda nas mãos do grupo radical.

A presença de civis tem sido o maior problema. Segundo Iskander Khalil Gardi, brigadeiro das forças Peshmerga, já não é o caso de Bashiqa: “Nas zonas onde não há civis, não temos problemas. Neste momento, segundo os nossos serviços de informações, já não há civis em Bashiqa, só membros do Daesh. Há certos alvos que começámos a atingir durante a manhã. As forças estão a avançar e estamos prestes a completar a nossa missão”.

Bashiqa e Hammam al-Alil são dois pontos importantes na zona de Mossul, nos quais os Peshmerga se têm centrado nos últimos dias.

Hammam al-Alil foi palco de um ato carregado de simbolismo, no domingo, quando a polícia e as forças especiais do Iraque derrubaram uma bandeira do Daesh que estava hasteada no centro da vila. As forças iraquianas controlam agora a localidade, a 15 quilómetros de Mossul, mas não confirmaram se os radicais foram expulsos completamente.