Última hora

Em leitura:

Liga Portuguesa J10: Benfica gela Dragão, Sporting regressa às vitórias


Desporto

Liga Portuguesa J10: Benfica gela Dragão, Sporting regressa às vitórias

  • FC Porto perde primeiros pontos no Estádio do Dragão
  • V. Guimarães não perde há seis jogos e morde os calcanhares aos grandes
  • V. Setúbal regressa aos triunfos, desde agosto que não vencia para a Liga

Diz a sabedoria popular que a sorte protege os audazes. O clássico entre Porto e Benfica este domingo provou exatamente o contrário. Os encarnados jogaram para o empate e nunca conseguiram contrariar a superioridade da equipa da casa mas acabaram por ser recompensados com um empate caído do céu já nos descontos.

O Benfica mostrou muito pouco no Estádio do Dragão mas também nunca quis mostrar muito. A vantagem de cinco pontos permitiu-lhe jogar para o empate e foi isso mesmo que fez. As ordens eram simples, defender bem e atacar pela certa. Nem sempre o conseguiu fazer mas com maiores ou menores dificuldades, com mais ou menos sorte, lá foi resolvendo os problemas causados pelo Porto.

Ederson parecia chegar para as encomendas mas borrou a pintura a abrir o segundo tempo. Diogo Jota ganhou espaço na área e já de ângulo reduzido, tentou a sua sorte. A bola passou entre o guarda-redes benfiquista e o primeiro poste. Fica a impressão que um guarda-redes de andebol não hesitaria em esticar o pé para evitar o golo. O guarda-redes benfiquista tentou ir lá com a mão… não foi a tempo.

O golo foi inteiramente merecido e até pecou por tardio. O FC Porto era a única equipa que mostrava vontade de vencer o jogo. No entanto o golo também obrigou o Benfica a fazer pela vida. Os encarnados tomaram conta das operações mas nunca mostraram capacidade para ultrapassar a linha defensiva azul-e-branca. Um ou outro remate de longe e Casillas sempre a dizer presente.

Até que nos descontos, na sequência de um canto perfeitamente desnecessário cedido por Herrera, Lisandro López despejou um verdadeiro balde de água fria nos milhares de adeptos que já se preparavam para festejar uma vitória justa. Esqueceram-se que nem sempre há justiça no futebol e que até ao lavar dos cestos é vindima.

Sporting dá pontapé na crise

No Estádio de Alvalade, o Sporting quebrou uma sequência de três empates consecutivos na Liga ao derrotar o Arouca por 3-0, um resultado que colocou os leões na segunda posição, em igualdade com o FC Porto e a cinco pontos do Benfica. Adrien regressou à titularidade e mesmo falhando um penálti, mostrou que é imprescindível na manobra leonina


Bas Dost também regressou aos golos e fez por duas vezes o gosto ao pé mas quem marcou mais pontos foi mesmo Joel Campbell. O costa-riquenho foi aposta de Jorge Jesus no ataque e respondeu com um golo e uma assistência.

Já o Sporting de Braga perdeu a oportunidade de se isolar na segunda posição ao ser derrotado no caldeirão dos Barreiros. Um dia depois de renovar contrato com o Marítimo até 2019, Edgar Costa deu os três pontos aos madeirenses ao apontar o tento solitário da partida. Os arsenalistas partilham a quarta posição com os eternos rivais do Vitória de Guimarães, que receberam e venceram o Nacional por 2-1. A equipa de Pedro Martins é provavelmente a equipa em melhor forma na Liga Portuguesa e mesmo jogando mais de uma hora em inferioridade numérica devido a uma expulsão ridícula de Marega por agressão a um adversário, alcançaram os três pontos com dois golos de Soares já na reta final do encontro.


A décima jornada ficou ainda marcada por vários reencontros. Na Mata Real, o antigo treinador do Chaves, Carlos Pinto, agora no Paços de Ferreira, recebeu o antigo treinador do Paços de Ferreira, agora no Chaves, Jorge Simão. Ficou tudo em amigos, com um ponto para cada lado. O outro reencontro teve lugar em Santa Maria da Feira. Quim Machado, que já tantas vezes tinha festejado no Marcolino de Castro, voltou a ser feliz e conquistou os três pontos para os Belenenses. No Feirense, José Mota continua com poucos motivos para sorrir quando se lembra dos azuis do Restelo.

No Boavista, Miguel Leal continua em estado de graça. Desde que assumiu o comando do Boavista, ainda não conheceu o sabor da derrota. Este sábado foi a Vila do Conde derrotar o Rio Ave por 2-1. Os axadrezados partilham a sétima posição com o Marítimo e o Vitória de Setúbal, que foi a Moreira de Cónegos derrotar o Moreirense por 2-1. A equipa de Pepa é a única que ainda não venceu em casa. Na última posição continua o Tondela, que foi derrotado pelo Estoril com dois golos de Gustavo Tocantins.

Consulte aqui todos os resultados e classificações da Liga Portuguesa


Figura da jornada

Lisandro López


Nem sequer era para ter jogado no Dragão. Começou no banco e dificilmente de lá sairia sem motivos de força maior. Motivos que surgiram logo aos 19 minutos com a lesão do capitão Luisão. Entrou, fez uma excelente exibição no eixo da defesa e ainda mostrou os seus dotes de goleador já nos descontos. O seu golpe de cabeça valeu ouro para os lados da Luz.


Artigo seguinte

Desporto

Keitany e Ghebreslassie fazem história em Nova Iorque