Última hora

Última hora

"Apnée": filme poético e estranho sobre um impossível casamento a três

Em leitura:

"Apnée": filme poético e estranho sobre um impossível casamento a três

Tamanho do texto Aa Aa

A longa-metragem “Apnée”, de Jean-Christophe Meurisse, passou quase despercebida nas salas de cinema francesas mas é, sem dúvida, uma agradável surpresa…

A longa-metragem “Apnée”, de Jean-Christophe Meurisse, passou quase despercebida nas salas de cinema francesas mas é, sem dúvida, uma agradável surpresa cinematográfica.

Desde o início do filme, mergulhamos num mundo estranho povoado por três personagens. Na primeira cena, dois homens e uma mulher desejam casar-se e dirigem-se ao registo civil, mas, a lei não autoriza o casamento entre três pessoas.

O filme é um conjunto de surpresas e momentos absurdos, com patinadores nus, ladrões desajeitados, e testemunhas da deposição da cruz, numa mistura constante entre o banal e o extraordinário.

O ritmo da longa-metragem é inconstante, mas, o que prevalece é a loucura do trio de atores oriundos da companhia parisiense “Les chiens de Navarre”.

“Apnée” faz-nos sorrir, faz-nos rir e incomoda, mas, é, acima de tudo, um grande momento de poesia.