Última hora

Última hora

China reitera "integridade territorial" nas celebrações do nascimento de Yat-Sen

Xi Jinping reiterou que a herança de Yat-Sen permitirá à China "salvaguardar a soberania nacional e a integridade territorial do país"

Em leitura:

China reitera "integridade territorial" nas celebrações do nascimento de Yat-Sen

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente chinês apelou ao país para que honre o legado de Sun Yat-Sen, na cerimónia comemorativa dos 150 anos do nascimento daquele que é considerado o “pai da Nação”.

Point of view

Não admitiremos nunca que nenhum indivíduo, grupo ou partido separe, da China, uma única parte do território chinês, seja de que forma for, seja quando for

Xi Jinping Presidente da China

Fundador igualmente do Partido Kuomintang – o Partido Nacionalista da China – Yat-Sen pôs fim ao regime feudal e fez entrar a China numa nova era.

Xi Jinping reiterou que a herança de Yat-Sen permitirá à China realizar o sonho do rejuvenescimento da nação.

Uma nação unida, diz Xi Jinping, que defenda a “promessa feita ao povo e à história”, de “salvaguardar a soberania nacional e a integridade territorial do país”. E continua: “Todas as atividades separatistas devem ser firmemente rejeitadas pelo povo chinês. Não admitiremos nunca que nenhum indivíduo, grupo ou partido separe, da China, uma única parte do território chinês, seja de que forma for, seja quando for.”

Mensagem direta para Hong Kong, onde o povo voltou a sair à rua, contra Pequim, que impediu a tomada de posse de dois deputados locais pró-independentistas.

Os deputados, eleitos pelo movimento Youngspiration, surgido dos protestos de 2014, inspirados pelo Occupy, tinham empunhado cartazes onde diziam que “Hong Kong não é a China”.