Última hora

Em leitura:

Facebook "mata" por engano dois milhões de utilizadores


EUA

Facebook "mata" por engano dois milhões de utilizadores

O Facebook pede desculpas a dois milhões de utilizadores dados como mortos na rede social.

Um erro informático fez com que as páginas se convertessem em “memoriais”, uma opção do Facebook após o falecimento de um utilizador.

Uma funcionalidade que só é ativada a pedido dos familiares do defunto e mediante a apresentação de uma certidão de óbito.

O erro afetou igualmente a página do fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, dado como morto durante algumas horas.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Egipto

FMI "resgata" Egito quando reformas inflamam protestos em todo o país