Última hora

Em leitura:

Terra continua a tremer na Nova Zelândia


Nova Zelândia

Terra continua a tremer na Nova Zelândia

A terra continua a tremer na Nova Zelândia. Depois do sismo de magnitude 7,8, na escala de Richter, que se fez sentir pouco depois das 00h de domingo, um outro, de 6,3, atingiu a mesma região do sul do país, às 13h45, horas locais, 13h mais do que em Lisboa.

Os danos materiais são grandes. Há, pelo menos, dois mortos.

As ligações a várias cidades continuam cortadas. Para chegar a algumas só por meios aéreos.

O primeiro-ministro neozelandês, adiou uma viagem à Argentina e deslocou-se ao terreno:

“Têm de ser resolvidas algumas questões práticas de curto prazo: certificarmo-nos de que conseguimos mais água, comida e, em última análise, ter aqui pessoas para apoiar os cerca de 600 habitantes que estão alojados no centro, porque os acessos rodoviários estão bloqueados.

A única forma de entrar e sair é a voar. Há um grande número de turistas que tinham ligações internacionais e estão aqui presos, por isso vamos ter que pensar nisso”, adiantou John Key.

Logo a seguir ao tremor de terra foi lançado um alerta de tsunami e pedido às populações que se deslocassem para regiões altas.

Em 2011 a localidade Christchurch, também tocada por estes terramotos, foi atingida por um sismo de menor intensidade, 6,3 na escala de Richter, mas que fez 185 vítimas mortais.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Candidato pró-russo vence presidenciais na Moldávia