Última hora

Em leitura:

Ministros aprovam reforço de defesa e segurança da UE


mundo

Ministros aprovam reforço de defesa e segurança da UE

A União Europeia aprovou um plano para reforçar a defesa e segurança do bloco comunitário.

A decisão tomada pelos ministros da Defesa e dos Negócios Estrangeiros reunidos em Bruxelas surge no rescaldo da vitória de Donald Trump nos Estados Unidos que, durante a campanha, tinha classificado a NATO de “obsoleta” e instado os aliados a investirem mais na defesa, para continuarem a contar com o apoio de Washington.

A chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, precisou, no entanto, que “não se trata de criar uma sede de estilo europeu, nem de fazer a defesa territorial da União Europeia. Para isso, existe a NATO, para os aliados, e os outros têm as suas próprias competências nacionais em termos de defesa. Não se trata de competir ou duplicar a NATO”.

O acordo europeu prevê, nomeadamente, a criação de uma estrutura “permanente” para planificar melhor e coordenar as operações civis e militares do bloco comunitário.