Última hora

Em leitura:

Rússia desmente autoria de novos bombardeamentos em Alepo


Síria

Rússia desmente autoria de novos bombardeamentos em Alepo

ALL VIEWS

Clique para descobrir

O porta-aviões russo Kuznetsov, equipado com caças-bombardeiros Sukhoi 33, está desde esta terça-feira em ação na Síria, mas Moscovo garante que não está a bombardear Alepo.

Há novos relatos de bombardeamentos na cidade mártir, ainda ocupada em parte pelos rebeldes anti-Assad, mas o ministro russo da defesa diz que a trégua nos ataques à cidade dura há 28 dias e continua. Serguei Shoigu diz quais são os principais alvos russos na Síria: “Com base nas nossas pesquisas, definimos vários alvos: Depósitos de munições e locais onde se concentram grupos armados ilegais, ou, para ser mais preciso, terroristas”.

As zonas leste de Alepo, ainda controladas pelas forças rebeldes, estiveram sob intensos bombardeamentos, esta terça-feira, como mostra um vídeo divulgado pelo grupo intitulado “Capacetes Brancos”. Segundo o grupo de oposição “Observatório Sírio dos Direitos Humanos”, sediado na Grã-Bretanha, os ataques foram levados a cabo por helicópteros que largaram bombas-barril.

Foram também atacados três hospitais de campanha a oeste da cidade, segundo a mesma organização. O hospital de campanha batizado “Clínica Bagdad”, na aldeia de Oweigel, foi bombardeado depois de vários feridos terem sido tranferidos para aqui com o ataque a outro complexo, em Kfarnaha, que terá morto pelo menos uma pessoa.

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Rússia: Ministro da Economia em prisão domicilária