Última hora

Em leitura:

Macaco paralisado volta a andar com interface cérebro-espinal


Sci-tech

Macaco paralisado volta a andar com interface cérebro-espinal

Em parceria com

Um grupo de cientistas suíços conseguiu fazer com que um macaco, com lesões na medula espinal, recuperasse o controlo da perna direita. Os cientistas garantem que se trata de uma tecnologia muito importante no tratamento deste tipo de complicações. Quando existe um problema na medula as mensagens cerebrais não chegam aos músculos.

O objetivo dos investigadores suíços era restabelecer essa ligação. Para isso, colocaram um implante na zona do cérebro responsável pelo movimento das pernas do animal. O implante regista e interpreta as intenções de movimento. Essa informação é posteriormente enviada para um dispositivo sem fios, localizado atrás da medula espinal.

“Graças ao interface cérebro-espinal, o animal com uma perna paralisada pensa no movimento, recupera o controlo e começa a andar de forma coordenada. Existe, de alguma forma, uma certa inteligência dentro da medula espinal. Não nos referimos apenas a reflexos que ativam os músculos automaticamente, mas a verdadeiras redes de neurónios capazes de tomar decisões”, explica Grégoire Courtine.

Diz também que o objetivo da investigação é assegurar uma melhor reabilitação para tratar este tipo de complicações: “Não acreditamos que uma pessoa paralisada possa voltar a andar imediatamente devido a este interface. Para nós, a primeira aplicação desta tecnologia deve ser facilitar a atividade motora durante a reabilitação.” Este interface pode vir a ser testado em seres humanos no espaço de 10 anos.

Artigo seguinte

Sci-tech

Argentina: Painéis solares engarrafados