Última hora

Em leitura:

Presidente turco questiona amizade alemã


Turquia

Presidente turco questiona amizade alemã

O presidente turco questionou a amizade alemã um dia depois da visita do chefe da diplomacia germânica. Na terça-feira Frank-Walter Steinmeir disse a Recep Tayyip Erdogan que a purga em curso no país não corresponde aos standards de um Estado de direito. Agora, o presidente fala em ambiguidade por parte de Berlim:

“A Alemanha considera o PKK, o partido dos trabalhadores do Curdistão, uma organização terrorista, mas apoia-os direta ou indiretamente. Que tipo de amizade é esta?”

As relações com a União Europeia e as negociações para a adesão da Turquia ao bloco também foram abordadas, tendo Steinmeier dito que cabe aos turcos decidirem a direção que querem tomar.

Erdogan aproveitou a conferência de imprensa que deu antes de partir para o Paquistão para criticar a Bélgica, país que acolhe as instituições europeias:

“Atualmente a Bégica é um centro importante para terroristas. Não só do PKK mas também para os membros da organização de Fetullah Gulen”. Recorde-se que Ancara acusa o clérigo radicado nos Estados Unidos de ser o responsável pela intentona de julho.

A detenção dos parlamentares curdos do HDP no início do mês foi a gota de água que acabou com a paciência de muitos políticos europeus relativamente aos acontecimentos dos últimos meses na Turquia.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Obama envia recados a Trump na Grécia