Última hora

Em leitura:

"O vendedor": uma verdadeira obra-prima do cinema neorrealista iraniano


cinema

"O vendedor": uma verdadeira obra-prima do cinema neorrealista iraniano

Em parceria com

Esta semana, Cinema box destaca “O vendedor” do realizador oscarizado Asghar Farhadi, uma verdadeira obra-prima do cinema neorrealista iraniano.

A história gira em torno de um casal, Emad e Rana, que decide mudar de casa porque o prédio onde morava estava em risco de ruir. Ao chegar ao novo apartamento, Rana é agredida brutalmente. O casal fica a saber que antiga inquilina era uma prostituta e que o agressor era provavelmente um cliente. O marido decide ir à caça do agressor.

“O vendedor” é uma meditação sobre a condição das mulheres e o estatuto da tradição, na sociedade contemporânea iraniana. Rana decide não apresentar queixa à polícia porque o marido tem medo do que as outras pessoas poderão pensar.

O filme de Asghar Farhadi é um ensaio sobre a violência e o desejo de vingança e levanta uma questão universal, a questão do perdão.

O argumento foi escrito com todo o cuidado para evitar a censura e para dar ao espetador a possibilidade de interpretar livremente o que acontece.

Os nossos destaques

Artigo seguinte

cinema

"Manchester by the sea" chega aos cinemas europeus em janeiro