Última hora

Em leitura:

Oficiais da Turquia destacados na NATO pediram asilo a outros aliados


A redação de Bruxelas

Oficiais da Turquia destacados na NATO pediram asilo a outros aliados

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, revelou que alguns oficiais da Turquia destacados na organização pediram asilo a países aliados, após o golpe militar falhado de julho passado.

Na sequência do golpe, o Presidente Recep Tayyip Erdogan ordenou a suspensão, demissão ou detenção de mais de 100 mil pessoas, sobretudo nas forças de segurança, justiça, universidades e imprensa.

Numa entrevista à euronews em Bruxelas, a dois dias de visitar a Turquia, Jens Stoltenberg disse que “temos alguns casos de oficiais que pediram asilo”.

Stoltenberg escusou-se a precisar de quantos oficiais turcos falava e a identificar os países, afirmando apenas que a questão vai ser “avaliada e decidida” por cada aliado, como é prerrogativa de cada Estado soberano.

Questionado sobre quão preocupante é essa situação, o secretário-geral respondeu que “a minha prioridade é garantir que haja oficiais a preencher os diferentes postos na estrutura de comando da NATO. A questão do asilo é algo que os diferentes países nos quais os oficiais apresentaram pedidos têm que avaliar e decidir”.

O secretário-geral da NATO confirmou, ainda, que o governo de Erdogan fez mudanças entre os seus funcionários na organização e que espera que essas alterações sejam concluídas em breve.

A Grécia foi um dos países que recebeu pedidos de asilo de oficiais turcos poucos dias depois do golpe.

A primeira decisão dos serviços foi negativa, mas os requerentes apresentaram apelo no final do mês passado.

O regime turco exige a extradição desses oficiais que classifica como traidores.

A imprensa alemã também tem avançado notícias de pedidos semelhantes no país.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte

A redação de Bruxelas

Breves de Bruxelas: o adeus de Obama e a ameaça populista