Última hora

Em leitura:

EI resiste em Mosul e ataca alvos em território iraquiano


Iraque

EI resiste em Mosul e ataca alvos em território iraquiano

Hot Topic Saiba mais sobre Mossul

O grupo Estado Islâmico matou sete combatentes tribais sunitas que apoiam o governo iraquiano e cinco policias num ataque a sul de Mosul, último feudo dos insurgentes.

Um carro-bomba explodiu também no distrito de Tahrir, no leste da cidade enquanto as forças de elite iraquianas tentam ganhar terreno.

Desde o início da batalha por Mosul , os islamistas radicais têm aumentado as acções contra as forças e autoridades opostas no Iraque. A população tem sido libertada aos poucos.

“Vivemos em condições muito difíceis há mais de dois anos e meio. Eles aprisionaram-nos em todos os sentidos, desligaram os nossos telefones, destruíram as nossas TVs e antenas parabólicas, a internet foi desconectada, fomos isolados do mundo. “

“Nós estávamos em Salahuddin, quando o Daesh entrou, usaram-nos como escudos humanos e levaram-nos para Mosul. Estamos presos em Mosul há mais e dois anos, eles não deixaram ninguém sair. Em Bawiza, escapamos, saltamos os muros e fugimos”.

As forças armadas iraquianas começaram a ofensiva em Mosul em 17 de outubro, com apoio aéreo e terrestre de uma coaligação liderada pelos EUA. Em Mosul combatem um grupo misto de forças do governo iraquiano, com cerca de 29 mil militares, peshmerga curdos, milícias xiitas e sunitas.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Iémen: Trégua humanitária de 48 horas