Última hora

Última hora

Descarrilamento de comboio na Índia mata dezenas de pessoas e fere centenas

O acidente ocorreu pelas 03:10, hora local, junto a Purwa, uma localidade próxima da cidade industrial de Kanpur, e algumas carruagens ficaram esmagadas ao embater contra outras.

Em leitura:

Descarrilamento de comboio na Índia mata dezenas de pessoas e fere centenas

Tamanho do texto Aa Aa

O descarrilamento de um comboio no norte da Índia, em que 14 carruagens se desprenderam, matou pelo menos 65 pessoas e feriu mais de 150, de acordo com um novo balanço avançado pelos meios de comunicação indianos, citandos fontes da polícia.

Voluntários e polícia retiraram os corpos das carruagens e tentam resgatar os passageiros que se encontram presos entre os destroços, explicou Daljeet Chaudhary, diretor geral da polícia.

O descarrilamento ocorreu pelas 03:10, hora local (cerca das 21h40, de sexta-feira, em Lisboa), perto de Purwa, uma localidade próxima da cidade industrial de Kanpur. Algumas carruagens ficaram esmagadas quando embateram contra outras, deixando centenas de pessoas presas.

Equipas médicas estão no local a prestar assistência e os feridos em estado grave foram transportados para hospitais em Kanpur, indicou. Ainda não se sabe o que causou o descarrilamento, mas o ministro dos Caminhos de Ferro, Suresh Prabhu, ameaça com “a tomada das medidas mais severas possíveis contra os eventuais responsáveis pelo acidente.”

As autoridades acreditam que o número de mortos pode subir, já que ainda não tinham sido resgatados os passageiros de duas carruagens gravemente danificadas, explicou Rajesh Modak, da Força de Proteção Ferroviária.

O primeiro-ministro indiano, Narenda Modi, o ministro dos Transportes, Rajnath Singh, e o ministro de Estado da Informação e Comunicação, Rajyavardhan Rathore, já reagiram, lamentaram a perda de vidas e endereçaram condolências aos familiares.

Os acidentes de comboio são comuns na Índia e a maioria ocorre devido a erro humano ou equipamento antigo. Cerca de 23 milhões de passageiros utilizam a rede ferroviária indiana todos os anos.