Última hora

Em leitura:

A triste despedida do Atlético e o relançar da Bundesliga


the corner

A triste despedida do Atlético e o relançar da Bundesliga

O Vicente Calderón e o Signal Iduna Park foram os palcos dos dois grandes jogos do fim de semana: o dérbi madrileno, onde o conjunto de Zidane vulgarizou a equipa de Simeone, e o “Der Klassiker”, na Alemanha, onde o Borussia Dortmund impôs a primeira derrota na Bundesliga ao Bayern de Carlo Ancelotti.

Começamos pelo futebol espanhol. O último dérbi no Vicente Calderón, antes do Atlético se mudar para La Peineta no próximo verão, não deixará certamente boas recordações nos colchoneros. Cristiano Ronaldo esteve endiabrado e marcou os três golos na primeira vitória do Real frente aos vizinhos na Liga espanhola desde abril de 2013.

O Real lidera agora destacado com quatro pontos de vantagem sobre o Barcelona, que não foi além de um nulo na receção ao Málaga. O Atlético sofreu três derrotas nos últimos quatro jogos e caiu para sexto, já a nove pontos do primeiro lugar.

Na Alemanha, o clássico entre Borussia e Bayern foi decidido por Aubameyang logo aos onze minutos de jogo. Renato Sanches foi o único português em ação, entrou aos 74 minutos mas foi incapaz de fazer a diferença.

Com esta derrota, o Bayern viu o Leipzig isolar-se na liderança, a equipa que o ano passado estava na segunda divisão venceu em Leverkusen e ainda não foi derrotada esta temporada. Os seis primeiros classificados estão separados por seis pontos, há muito que a Bundesliga não era tão emocionante.

Ases e Azelhas

Inevitavelmente, Cristiano Ronaldo. Três golos no Vicente Calderón não estão ao alcance de qualquer um, o português tem agora um total de 18 golos no dérbi frente ao Atlético, ultrapassando o recorde que estava na posse de um tal de Alfredo Di Stéfano.

Não houve muitos jogadores a levar a melhor sobre Ronaldo nos últimos tempos mas Antoine Griezmann foi um deles, na eleição para o melhor jogador do Campeonato da Europa. No reencontro na Liga espanhola, no entanto, o francês passou perfeitamente despercebido e foi uma unidade a menos no Atlético.

No clássico da Alemanha, Pierre-Emerick Aubameyang marcou o golo que deu ao Borussia a primeira vitória em sete jogos frente aos bávaros. O gabonês tem agora 12 golos na Bundesliga e partilha a liderança dos melhores marcadores com Anthony Modeste.

Uma lista onde não está o nome de Thomas Müller, que até foi o terceiro melhor marcador a temporada passada. O atacante atravessa um mau momento de forma e desde abril que não faz o gosto ao pé no campeonato alemão.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte

the corner

Argentina está em crise