Última hora

Em leitura:

"Be My Eyes": Uma aplicação com visão


Sci-tech

"Be My Eyes": Uma aplicação com visão

Em parceria com

Anne Hansen ficou completamente cega há dez anos, mas isso não a impediu de seguir em frente com as suas atividades diárias. Trabalha como psicoterapeuta a partir de casa. Há alguns meses que utiliza a “Be My Eyes” – uma aplicação que a liga diretamente a outras pessoas que querem ajudar, recorrendo à câmara do telefone. Anne utiliza muito esta aplicação na cozinha, para regular a temperatura do forno, por exemplo: “É uma oportunidade para me tornar mais independente. Quando estou a cozinhar, por exemplo, se tiver convidados quero que tudo esteja bem. Basta ligar para ver se já está pronto ou se precisa de mais tempo”.

Quando o utilizador faz uma chamada através da aplicação, a primeira pessoa disposta a ajudar pode fazê-lo, independentemente do local e da hora. Existem pessoas de todo o mundo inscritas nesta aplicação. “Be My Eyes” é um projeto de Hans Jørgen Wiberg que também sofre de problemas de visão: “Esperamos dar uma experiência única a várias pessoas. Ajudar as pessoas cegas a preencher uma lacuna, por assim dizer. E talvez facilitar a vida às pessoas que querem ajudar um cego na rua, por exemplo”. Já são 400 mil as pessoas inscritas na aplicação: “Be My Eyes”.

Os nossos destaques

Artigo seguinte

Sci-tech

O impacto das mudanças climáticas na agricultura marroquina