Última hora

Última hora

Destination Mars: "Queremos saber se ainda pode existir atividade vulcânica"

Em leitura:

Destination Mars: "Queremos saber se ainda pode existir atividade vulcânica"

Tamanho do texto Aa Aa

“O meu nome é François Forget, investigador do CNRS em Paris, sou membro da equipa ExoMars e estou particularmente interessado no clima e na atmosfera do planeta…

“O meu nome é François Forget, investigador do CNRS em Paris, sou membro da equipa ExoMars e estou particularmente interessado no clima e na atmosfera do planeta vermelho.

Infelizmente, a Schiaparelli acidentou-se à superfície de Marte, os cientistas estão desapontados porque devia ter passado vários dias na superfície do planeta – a fazer medições sem precedentes do campo magnético, entre outras coisas.

Felizmente, a parte principal da missão científica da ExoMars 2016 está no satélite, o Trace Gas Orbiter, que está equipado com uma câmara que nos vai permitir investigar o que está a acontecer à superfície: a névoa, as tempestades de poeira, todos esses aspectos.

A ideia não é apenas a meteorologia, mas sim investigar o que está a acontecer dentro do planeta. Queremos saber se ainda pode existir atividade vulcânica, atividade geoquímica, ou mesmo atividade biológica subterrânea, a milhares de metros de profundidade.

O truque é detectar moléculas na atmosfera que possam ser emitidas por esta atividade e, graças aos espectrómetros, bastante sensíveis, conseguimos detectá-los em quantidades muito baixas”.