Última hora

Em leitura:

Rússia detém oficial da marinha acusado de espiar para a Ucrânia


Ucrânia

Rússia detém oficial da marinha acusado de espiar para a Ucrânia

Tensão elevada entre a Rússia e a Ucrânia, detenções em ambos os lados.

O Serviço Federal de Segurança russo, FSB, antigo KGB, anunciou a detenção de um oficial retirado da Armada Russa do Mar Negro, acusado de espiar para a Ucrânia.

O FSB divulgou as imagens em que Leonid Parkhomenko, capitão de Fragata, é detido no dia 22 em Sebastopol, na Crimeia, península anexada por Moscovo em 2014.

A interpelação aconteceu dois dias depois de a Ucrânia ter detido dois militares do exército russo na fronteira entre os países.

Maxim Odintsov e Alexandr Baránov, são acusados de traição, por terem abandonado as fileiras ucranianas para integrar as forças russas.

Os dois terão sido atraídos para receberem diplomas académicos, momento em que os agentes dos serviços secretos ucranianos os detiveram.

De acordo com Kiev, os dois militares queriam pagar para ter os diplomas para que pudessem ser considerados oficiais nas forças armadas russas.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

El Salvador

Sismo de 7,2 de magnitude abala América Central