Última hora

Em leitura:

Grécia: Morte de dois refugiados inflama protestos no campo de Moria


Grécia

Grécia: Morte de dois refugiados inflama protestos no campo de Moria

O primeiro-ministro grego Alexis Tsipras promete melhorar as condições dos refugiados acolhidos no país, após a morte de duas pessoas num campo da ilha de Lesbos.

Uma sexagenária de nacionalidade iraquiana e o neto de seis anos morreram ontem no campo sobrelotado de Moria, na sequência de um incêndio provocado pela explosão de uma botija de gás.

Um residente afirma:

“Eles não se preocupam com os refugiados, eles pensam que não somos seres humanos, que somos animais. Mas nós somos seres humanos”.

Outras dez pessoas ficaram feridas no incidente.

O combate às chamas foi marcado por alguns confrontos esporádicos entre a polícia e refugiados.

Os campos da ilha de Lesbos acolhem atualmente cerca de 6 mil refugiados, cerca do dobro da capacidade máxima das instalações.

O governo de Atenas tinha ontem voltado a apelar à ajuda europeia, quando apenas 30 de 400 funcionários fronteiriços prometidos por Bruxelas, foram até agora mobilizados para o território.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Colombianos continuam divididos sobre acordo com as FARC