Última hora

Em leitura:

Reforma educativa: Quem lidera na Europa?


insiders

Reforma educativa: Quem lidera na Europa?

França a meio da tabela: Porquê?

A França é conhecida pelo lema “liberdade, igualdade, fraternidade”. O país tem orgulho na educação e saúde gratuitas. Mas há falhas no sistema. Vejamos: O país está a ter um desempenho cada vez pior nos testes internacionais de avaliação, atrás da Ásia, mas também da maioria dos países no norte da Europa. Um estudo recente de um organismo público francês mostra que a escola está a aprofundar as desigualdades entre os alunos. Uma ironia, se pensarmos que as palavras “liberdade, igualdade, fraternidade” estão escritas à entrada de todas as escolas públicas.

Há décadas que a França tenta fazer uma reforma educativa. Por exemplo, identificou escolas prioritárias que deverão receber mais fundos. Estas escolas, situadas em zonas pobres e com forte imigração, são muitas vezes estigmatizadas, abandonadas pela classe média e evitadas pelos professores. Isso perpetua a segregação e as desigualdades. A repórter Valerie Zabriskie encontrou-se com professores, pais e alunos.

Entrevista

Com o atual governo socialista, a França entrou em mais uma série de reformas educativas. A ministra Najat Vallaud Belkacem falou com Sophie Claudet, da euronews, sobre as falhas no sistema e a classificação baixa que o país tem no teste PISA que avalia os alunos de 15 anos em ciências, leitura e matemática, em mais de 60 países.

O caso holandês

Se a França não está bem, quem está? Segundo o teste PISA, a Suíça, a Holanda e a Finlândia estão melhores que a França. O teste não só avalia os alunos em várias matérias, como também a forma como o que aprenderam na escola pode ser aplicado na vida real. O jornalista Hans Von der Brelie foi à Holanda, onde há integração nas escolas e onde a aprendizagem através da prática começa aos quatro anos.

Ministra francesa da Educação culpa governos anteriores por má classificação do país

insiders

Ministra francesa da Educação culpa governos anteriores por má classificação do país