Última hora

Em leitura:

Cuba: Morreu Fidel Castro, "El comandante" tinha 90 anos


Cuba

Cuba: Morreu Fidel Castro, "El comandante" tinha 90 anos

O mundo recebeu hoje a notícia da morte de Fidel Castro.
O histórico líder cubano, Fidel Castro, faleceu aos 90 anos, o anúncio foi feito pelo irmão, o Presidente Raúl Castro, na televisão estatal.

O corpo do pai da revolução cubana vai ser cremado, de acordo com a sua “expressa vontade”, indicou emocionado Raúl Castro, num breve discurso ao país que concluiu com a expressão “Até à vitória, sempre”.

“Queridos povo de Cuba, com grande tristeza, venho antes de anunciar ao nosso povo, aos nossos amigos americanos e do mundo de hoje, 25 de novembro de 2016, em 22:29, morreu comandante chefe da Revolução cubana, Fidel Castro Ruiz … no que diz respeito à vontade de Fidel companheiro, seus restos mortais serão cremados nas primeiras horas de sábado, 26 de … a comissão organizadora do funeral dará detalhes sobre a organização das comemorações póstumas de fundação da revolução cubana”.

Fidel Castro apareceu pela última vez em público no passado dia 15, quando recebeu na sua residência o Presidente do Vietname, Tran Dai Quang.

Após 47 anos no poder, a 31 de julho de 2006, Castro decidiu afastar-se devido a problemas de saúde e delegou a liderança do regime cubano ao irmão Raul, mais novo cinco anos. A passagem de testemunho seria definitiva dois anos mais tarde.

Durante a última década, Fidel fez poucas aparições públicas, foi dado como morto várias vezes na Internet e nas redes sociais e manteve um contacto regular com o mundo através dos seus artigos intitulados “Reflexiones”, publicados na imprensa oficial e sempre reproduzidos pelos ‘media’ internacionais.

Meses antes de celebrar os 90 anos, Fidel Castro marcou presença, em abril, no VII Congresso do PCC e fez um discurso na sessão de encerramento que soou a despedida.

O líder cubano foi numa das figuras mais carismáticas, mas também das mais controversas, da História política do século XX.

Dissientes cubanos no exílio festejam morte do "ditador" Castro

mundo

Dissientes cubanos no exílio festejam morte do "ditador" Castro