Última hora

Em leitura:

Chelsea manda em Londres... e em Inglaterra


the corner

Chelsea manda em Londres... e em Inglaterra

O Chelsea segue imparável na Premier League e somou este sábado a sétima vitória consecutiva. A última vítima da equipa de Antonio Conte foi o Tottenham, que perdeu por 2-1 e sofreu a primeira derrota da temporada no campeonato.

Os Spurs não vencem em Stamford Bridge desde fevereiro de 1990 e ainda não foi desta que quebraram a maldição. Já o Chelsea, desde a traumatizante derrota frente ao Arsenal, em setembro, venceu todos os encontros que disputou na Premier League com um total de 19 golos marcados e apenas um sofrido, no sábado por Christian Eriksen.

A série levou a equipa de Antonio Conte à liderança da classificação, com um ponto de vantagem sobre Liverpool e Manchester City, que também conquistaram os três pontos este fim de semana.

O italiano chegou a ser criticado nos primeiros tempos no Chelsea mas Antonio Conte vive agora um estado de graça em Stamford Bridge. O sistema de três defesas tem funcionado às mil maravilhas, com a equipa a ganhar solidez nas linhas mais recuadas mas sem perder capacidade ofensiva. Após mais uma vitória, era naturalmente um homem feliz:

“Estou satisfeito porque quando se ganha um jogo destes, um dérbi especial, se deve estar satisfeito. Mas a partir de amanhã é importante pensar no jogo com o Manchester City, outra equipa muito forte.”

Já Mauricio Pochettino vive um momento delicado. O Tottenham está em crise e soma apenas uma vitória nos últimos dez jogos. Pelo caminho, foi eliminado da Taça da Liga e da Liga dos Campeões e mesmo o campeonato começa a ser uma miragem:

“Foi duro ser eliminado da Liga dos Campeões mas penso que a resposta dos jogadores foi clara. Reagiram bem mentalmente e fizeram um bom jogo. Penso que fomos melhores mas perdemos. Se quiserem analisar apenas o resultado, foi 2-1 para o Chelsea por isso eles estão de parabéns. Mas se quiserem analisar os 94 minutos de jogo, creio que o Tottenham fez muitas coisas positivas e merecia um melhor resultado.”

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte

the corner

A triste despedida do Atlético e o relançar da Bundesliga