Última hora

O Brasil está de luto. O avião em que viajava a comitiva da Associação Chapecoense de Futebol despenhou-se nos arredores da cidade colombiana de Medellín. O balanço final é de 6 sobreviventes e 71 mortos. A bordo do aparelho da filial boliviana da LAMIA seguiam, além dos jogadores, equipa técnica e dirigentes do clube de Chapecó, duas dezenas de jornalistas e nove tripulantes.

Na fase da aproximação o aparelho “declarou-se em emergência” à torre de controlo de Medellín e evocou “problemas elétricos”, por volta das 22 horas locais. As caixas negras já foram encontradas e não estão danificadas. O Avro RJ-85, também conhecido como “jumbolino”, tinha 17 anos e estava ao serviço da companhia desde janeiro de 2015.