Última hora

Em leitura:

Preço do petróleo dispara


economia

Preço do petróleo dispara

O barril de Brent subiu, esta quinta-feira, quase 5% para os 54,41 dólares, o valor mais alto deste ano.

Os ganhos ocorrem depois de, na quarta-feira, já ter subido mais de 8%, após a OPEP – a Organização dos Países Produtores de Petróleo, ter acordado em reduzir a produção em 1 milhão e 200 mil barris por dia.

Este é o primeiro corte em oito anos e terá início em janeiro de 2017.

Os países da OPEP produzem um terço do petróleo mundial. A produção diária vai cair dos atuais 33 milhões e 600 mil barris para os 32 milhões e meio de barris.

Além do corte da produção, por parte dos membros da OPEP, a Arábia Saudita fez saber que há um acordo para que outros exportadores, extra OPEP, onde se inclui a Rússia, reduzam também a produção.

Moscovo já fez saber que está disposto a reduzir, gradualmente a produção, desde que todos os membros do cartel cumpram as novas metas.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte

economia

Áustria: Sindicato pergunta se muçulmanos devem ter direito ao subsídio de Natal