Última hora

Em leitura:

UE: Desemprego recuou para mínimos de 2009


economia

UE: Desemprego recuou para mínimos de 2009

O desemprego na União Europeia e na Zona Euro recuou para mínimos de 2009, em outubro.

Segundo os dados divulgados, esta quinta-feira, pelo Eurostat, a taxa de desemprego na Zona euro situou-se nos 9,8%, no mês de outubro, o valor mais baixo desde julho de 2009.

Na União Europeia, a taxa de pessoas sem trabalho recuou, em outubro, para os 8,3%, o valor mais baixo desde fevereiro de 2009.

Segundo as estimativas do gabinete de estatísticas europeu, que 20,448 milhões de cidadãos da União Europeia, dos quais 15,908 milhões são cidadãos da Zona Euro, estavam em situação de desemprego, em outubro.

Em relação ao mês anterior, no grupo dos 28, houve menos 190 mil pessoas desempregadas em outubro.

Entre os estados-membros, a República Checa registou a menor taxa de desemprego, com 3,8%, seguida pela Alemanha, com 4,1%.

No outro lado da balança, a Grécia regista a taxa mais elevada de desemprego, com 23,4% da população sem trabalho, a Espanha ocupa o segundo lugar. 19,2% dos espanhóis não têm emprego.

Em Portugal, em outubro, 10,8% dos portugueses estavam em situação de desemprego.

Em relação ao desemprego jovem, a taxa situou-se nos 18,4% na União Europeia e nos 20,7% na Zona Euro, em outubro.

Em Portugal, a taxa de desemprego jovem fixou-se nos 28,9%. Em outubro, 105 mil jovens, até aos 25 anos, não tinham trabalho.

Com: Reuters

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

economia

Preço do petróleo dispara com acordo da OPEP