Última hora

Em leitura:

Restos mortais de Fidel Castro repousam em Santiago de Cuba


Cuba

Restos mortais de Fidel Castro repousam em Santiago de Cuba

As cinzas de Fidel Castro terminaram este sábado pela manhã a peregrinação de quatro dias desde Havana e já estão em Santiago de Cuba, onde o líder da Revolução cubana será sepultado este domingo.

Para as 19 horas locais — meia-noite em Lisboa — está marcada para a Praça da Revolução, em Santiago de Cuba, a derradeira homenagem popular, com um discurso de Raúl Castro, irmão de Fidel e atual presidente de Cuba.

Foi anunciada a presença de representantes e personalidades oriundas de diversas partes do mundo. Uma delas, é Diego Maradona.

O antigo futebolista argentino chegou sexta-feira a Cuba com o objetivo de se despedir daquele que vê como “um segundo pai” e o “grande líder da equipa mundial dos políticos.”

Fidel Castro morreu às 22h29 de sexta-feira, 25 de novembro, foi cremado no sábado em Havana e os seus restos mortais cumpriram nos últimos quatro dias uma peregrinação, seguindo a rota inversa à da Revolução cubana, há mais de cinquenta anos, até onde tudo começou, Santiago.

Após nove dias de luto nacional e quatro de peregrinação, marcados pelo ritmo de uma nova canção composta por Raúl Torres três dias após a morte de Fidel Castro (vídeo em cima), o histórico símbolo da Revolução cubana será sepultado este domingo no cemitério de Santa Ifigénia, em Santiago de Cuba, ao lado de José Marti, outro dos heróis da independência.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

EUA

Incêndio numa "rave" na Califórnia faz nove mortos