Última hora

Em leitura:

Uzbequistão: presidenciais não devem trazer surpresas


Uzebequistão

Uzbequistão: presidenciais não devem trazer surpresas

O primeiro-ministro e chefe de Estado interino do Uzbequistão, Shavkat Mirzioyev, espera ver confirmado o cargo presidencial nas eleições deste domingo. As presidenciais extraordinárias foram convocadas depois da morte, a 2 de setembro, de Islam Karimov, que governou a antiga república soviética da Ásia Central com mão de ferro durante 27 anos.

O candidato do poder conta com três rivais, mas ninguém espera que contrariem o seu largo favoritismo.

À saída das assembleias de voto, as opiniões são maioritariamente a favor de Mirzioyev. Esta mulher diz esperar “boas mudanças, prosperidade e paz nos próximos anos”.

Segundo a comissão eleitoral uzbeque, a meio do dia a taxa de participação tinha já ultrapassado os 72 por cento.

Outro eleitor diz testemunhar “muitas mudanças positivas” e diz esperar “ainda mais para o país”.

Segundo os analistas, este escrutínio não deverá ser diferente dos organizados sob o mando de Karimov, já que o Uzbequistão nunca realizou, desde a independência, eleições consideradas como “livres” por observadores internacionais.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Cuba

Cinzas de Fidel Castro depositadas no Cemitério de Santa Ifigénia, durante cerimónia privada