Última hora

Em leitura:

John Kerry despediu-se de homólogos europeus na NATO


A redação de Bruxelas

John Kerry despediu-se de homólogos europeus na NATO

John Kerry viajou para Bruxelas, esta terça-feira, para se despedir dos homólogos europeus numa reunião da NATO.

O secretário de Estado norte-americano poderá deixar algumas saudades face às posições críticas do republicano Donald Trump, mas o líder da NATO quis serenar os ânimos.

“No centro da reunião está a importância do vínculo transatlântico, do vínculo entre a Europa e América do Norte. Uma maneira de fortalecer esse vínculo é através do reforço da cooperação entre NATO e a União Europeia”, disse Jens Stoltenberg.

Um dos pontos quentes é o financiamento da Aliança Atlântica, com o presidente eleito dos Estados Unidos a prometer cortar nas verbas, exigindo que os europeus paguem mais.

Mas essa transição seria inevitável mesmo com um democrata ,disse um analista político à euronews.

“Os Estados Unidos cobrem cerca de 73% do orçamento total da Aliança, o que é quase o quádruplo, por soldado, do que aquilo que paga, em média, a União Europeia. Não é algo sustentável e já era uma posição conhecida na política externa norte-americana. Washington quer que a Europa cuide da sua própria segurança, independentemente de estar um democrata ou um republicano na Casa Branca. Esta posição veio para ficar”, explicou Bruno Lete, do German Marshall Fund.

Em 2014, NATO decidiu que cada membro deve gastar pelo menos 2% do PIB em defesa.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

tradução automática

A redação de Bruxelas

Unicef pede apoio para 75 milhões de crianças irem à escola