Última hora

Última hora

Breves de Bruxelas: balanço sobre migração e escândalo Wolkswagen

A União Europeia está a avançar para a reposição de regras de migração suspensas, tendo anunciado que, a partir de março de 2017, os Estados-Membros voltam a poder reenviar para a Grécia os requerente

Em leitura:

Breves de Bruxelas: balanço sobre migração e escândalo Wolkswagen

Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia está a avançar para a reposição de regras de migração suspensas, tendo anunciado que, a partir de março de 2017, os Estados-Membros voltam a poder reenviar para a Grécia os requerentes de asilo que entraram no território comunitário por esse país.

Em causa está o sistema de Dublin, cujas regras prevêem que os pedidos de asilo sejam tratados no primeiro país de chegada dos migrantes.

Neste programa que passa em revista a atualidade europeia diária antecipamos, também, a reunião dos 28 ministros da Administração Interna da União Europeia, sexta-feira, em Bruxelas, para falarem precisamente de imigração.

Fechamos com a informação de que a Comissão Europeia decidiu lançar um processo de infração no âmbito do escândalo de manipulação de motores diesel da Volkswagen, visando sete Estados-membros.

A Alemanha, Reino Unido, Espanha e Luxemburgo não deveriam ter homologado aqueles veículos. A Grécia, República Checa e Lituânia foram criticadas devido à ausência de um sistema de sanções para este tipo de situação.