Última hora

Última hora

Grécia: Um abrigo contra a solidão daqueles que vivem na rua

A Grécia enfrenta nos últimos anos uma crise humanitária, com altos níveis de desemprego e de pobreza.

Em leitura:

Grécia: Um abrigo contra a solidão daqueles que vivem na rua

Tamanho do texto Aa Aa

A Grécia enfrenta nos últimos anos uma crise humanitária, com altos níveis de desemprego e de pobreza. O número de pessoas que vivem na rua tem aumentado.

Tocados pela situação destas pessoas, Sofia e Kostas Vitalakis, um casal de Atenas, decidiram criar um local onde oferecem refeições, roupa e abrigo a quem precisa. Chamaram-lhe “Abrigo do Amor e Apoio”.

Atualmente, nos dois andares deste apartamento, uma equipa de voluntários acolhe centenas de pessoas em necessidade. Um deste voluntários é Kostas Darmis:

“Estou aqui há cinco anos, vim pela primeira vez para comer, e agora faço todas as tarefas. Vivo numa habitação social do município de Atenas. Perdi os meus pais. Venho ajudar aqui e gosto muito do que faço.”

Sofia e o marido começaram por distribuir refeições na rua. Hoje, como no início, para estas pessoas conta a ajuda material mas também a teimosia deste casal em manter acesa a esperança:

“Procuramos sempre dizer-lhes que há sempre esperança, a esperança é a última a morrer. Eles chegam aqui a dizer que não há esperança, mas não é verdade”, disse à nossa reportagem Kostas Vitalakis.

O abrigo não tira as pessoas da rua, mas dá-lhe a possibilidade de encontrar um acolhimento digno. Aqui podem ter consultas com um médico, um dentista ou um psicólogo, ou muito simplesmente lavar a roupa e tomar um duche.

“O mais importante para as pessoas que vêm aqui é que, pelo menos durante umas horas têm uma casa. E dizem que encontram aqui esperança. Mas depois das 8 da noite o abrigo fecha e recomeça a aventura deles na rua”, lembra a nossa correspondente em Atenas, Fay Doulgkeri.